quinta-feira, 26 de agosto de 2010

O jovem sonhador

"Naquela tarde, estava um senhor sentado a beira de um riacho,
cheguei e perguntei-lhe:
- senhor, está tudo bem ?
o senhor me olhou, com um sorriso gentil e amigavel e respondeu:
- Sim meu jovem, tudo esta perfeitamente em seu lugar.
então me virei, e continuei meu caminho. Ainda sim fiquei pensando naquele senhor
em como ele parecia abatido, em um lugar que nao parecia ser seu verdadeiro lar,
então procurei algo para animar aquele senhor, não encontrei,
pesquisei na internet, e nada poderia me ser útil ao ve-lo, então decidi
que outro dia iria até ele e sentaria ao seu lado e conversaria com ele,
pensei no que falar, o que poderia anima-lo, entao uma frase que minha mãe
me disse um dia fez um grande efeito:
- Filho, não importa o que aconteça a você, saiba que tudo que você mais precisar
no momento em que precisar, uma palavra ou um gesto podem ser valiosos
pensando nisso fui caminhar, ao chegar ao lago onde o senhor está ontem,
não o encontrei,
mais logo a frente vi uma cerca que parecia não estar ali ontem,
enfim, achei o senhor sentado numa cadeira de balanço, com um pano
bordado rosa,
logo pensei, esse senhor com certeza está sofrendo por perder seu amor,
então cheguei até ele e disse:
Oi, está tudo bem com o senhor ? eu passei ontem e achei o senhor meio
desanimado, então hoje decidi vir aqui conversar
o senhor com o mesmo sorriso e o mesmo olhar me disse:
- venha cá meu jovem, sente-se ao meu lado, que vamos conversar
eu poderia pensar que estava ficando louco, porém olhei para o senhor e ao olhar para
o chão uma almofada estava lá, acabará de aparecer ali, fiquei paralisado,
nesse instante o senhor me olhou, sorriu e me disse:
- sente-se meu filho, sente-se
Então sem recusar muito me juntei a ele, era uma tarde quente, o lugar
parecia um sonho, céu azulado como aguá do mar, o lago onde o senhor estava
ontem parecia ter um tom cinza, tinha agora um tom verde bem claro,
e claro fiquei curioso com a situação.
Pois começei a conversar então:
- o senhor é algum tipo de mago, ou ilusionista?
ele sorriu, uma risada contagiosa que me fez rir também, e disse:
-não meu filho.
bom isso não me ajudou muito mais continuei:
-então o senhor me explicaria o porque de parecer tão desanimado se seus atos nao demonstram isso?
O senhor fez uma expressão que não sei ao certo descrever,mais ele continuou:
-Meu filho, não há desanimo nesse mundo, não para mim, sempre tive tudo que quis,
fui feliz, minha mulher me amava, minha mãe, meu pai, meu irmão, hoje sinto falta deles, quando os tinha não dei o valor correto a presença deles.
essas palavras não sei porque, mais me atingiram como se uma pedra de 10 toneladas tivesse desabado na minha cabeça, como se um turbilhão de informações sobre automóveis, energia nuclear,torpedos de celular, tivesse entrando de uma vez na minha mente, porém eu parei e ainda disse:
- pera aí, só um minuto, quer dizer que o senhor não está triste?
o senhor denovo me constrangiu com sua risada sincera e disse:
- Não meu filho, não estou triste!
então algo me fez imaginar que eu estava ficando louco, que realmente quem precisava de ajuda era eu e não o senhor,
aí quando tudo me pareceu perdido o senhor falou:
- Meu filho, o tempo nos diz o que realmente queremos saber, nada foge do tempo, a vida dura quanto o tempo mandar, quando eu tinha sua idade, só queria saber de me divertir, de fugir da escola . . .
não sei porquê mais ao ve-lo falando sobre isso me identifiquei com ele e ele continuava:
- não pense que não quebrei regras, amei uma mulher incrivelmente linda, e que era um tanto quanto impossivel para mim, um dia tentei me apaixonar por outra mulher e nada funcionava, eu não conseguia esquecer os olhos daquela mulher,
então tentei me aproximar, ela deixou, namoramos por um tempo e ao final descobri que ela não era a mulher que eu queria para mim,
ela simplesmente foi algo que me encantou por um tempo, esse encantamento acabou, anos se passaram e eu nao conhecia nenhuma mulher
boa o suficente para 'substitui-la', notei entanto que não adiantava procurar, deveria deixar o tempo resolver por si e para mim
o que era melhor.
nesse ponto da conversa me surgiu uma pergunta:
- a que regras o senhor referia?
ele olhou confuso e disse:
- Regras da Vida, regras que não podemos mudar, regras que não devemos quebrar, regras que nós simplesmente nem ao menos conhecemos.
ao falar isso lágrimas desciam de seu rosto, pude sentir sua felicidade ao conversar, saber que ela estava melhorando, no entanto denovo
fui surpreendido, as lágrimas cessaram e um sorriso surgiu, um sorriso que eu não sabia explicar se era verdadeiro ou falso porém ele disse:
-Meu filho, eu me arrisquei novamente, em um jogo que ainda não conhecia as regras, essas regras que eu disse que não conhecemos,
as regras da vida, saiba que mesmo que tentemos nunca vamos saber ao certo quais são elas,
e aí sim conheci a mulher da minha vida, a mulher com quem casei, com quem tive filhos, e pude dizer que era ela PRA SEMPRE.
Fui tomado por uma sensação estranha, senti como se ele estivesse desaparecendo, se ele tivesse sumindo da minha vista, primeiro a casa atrás de nós,
depois o lago que estava a nossa frente, tudo estava ficando branco, tudo estava ficando estranho,
entao perguntei:
- Eu estou sonhando ?
o senhor sorriu e respondeu:
- Não meu jovem, Apenas apareci para que voce pudesse saber que na vida, temos escolhas e caminhas a tomar, você foi especial, você soube notar que algo de estranho acontecia ao seu redor, soube procurar melhorar as coisas,
eu sou você, sou seu futuro, sou você com mais experiência, saiba que tudo na vida pode ser mudado,não deixe que os outros decidam por você, não deixa que tudo se esvaia.
então ele começou a desaparecer, começou a voltar a escala de tons cinzas no céu, o lago
agora se tornará apenas um rio sujo pelo lixo jogado da estrada, e logo atrás onde estava a casa, agora se viam prédios
e mais prédios, uma sensação horrível apoderou-se de mim e então finalmente eu disse ao senhor:
- Se um dia eu for feliz, como o senhor disse, como meu pensamento diz, eu não serei desleixado, a partir de agora saberei tomar conta da minha vida,
não deixarei outros tomarem conta dela por mim, e agradeço mais, agradeço por ter aparecido, pois assim como o pensamento torna o poema ideal,
as palavras tornão o que está explícito um sonho
o senhor olhou confuso e depois de tanto me fez uma pergunta:
- Porque as palavras são tao belas se o coração nao entende?
eu apenas tive tempo de dizer isso:
- As palavras fazem com que o coração frágil se torne forte, que fique sabendo que somos fortes mesmo nos momentos mais dificeis.
o senhor então desapareceu e eu me encotrava agora em um lugar que eu não reconheceria, não fosse o fato desse lugar
ser a minha casa.
Anos e Anos depois após esse estranho acontecimento, descobri, que as palavras do meu eu interior faziam sentido,
minha mãe agora se fora, meus parentes estavam distantes, meu irmão estava se distanciando, então me lembrei da minha mãe dizendo
que as palavras podem ser mais do que só palavras.
Então no dia do meu casamento, decidi dizer umas palavras aos presentes:
- Queridos amigos e família, saibam que se vocês estão aqui é porque considero vocês todos igualmente, como familia,
voces são especias cada um em seu modo. Um dia um senhor me fez acreditara, que palavras podem ser confortantes, e agora sei a que ele se referia,
saibam que por mais que queiramos nunca saberemos quais regras da vida devemos seguir, porém somos humanos, somos mortais,
que essas palavras fiquem guardadas em seus corações, somos aquilo que devemos ser, aquilo que fomos gerados para ser,
as escolhas nos mostram o caminho, porém o caminho somos nós mesmos que escrevemos."
Lucas Alexandre

3 comentários:

  1. continue assim muleke..

    eh nois

    Léo !

    ResponderExcluir
  2. muito bom mesmo brother !
    abração !
    Gui Atihe

    ResponderExcluir
  3. ufá, terminei, rs , adorei sua história. (:

    ResponderExcluir